FIQUE POR DENTRO DAS LESÕES

Data da postagem: 1 de novembro de 2012

Distensão muscular: quando o limite elástico do músculo é ultrapassado, suas fibras se rompem, gerando dor. Há também o estiramento de vasos sanguíneos, o que pode ocasionar coágulos. Assim, é indicado aplicar gelo no local e procurar um médico. O tratamento prevê medicamentos e fisioterapia.

Estiramento: os ligamentos são formados por tecidos, que ligam um osso ao outro. Ao esticar um ligamento, pode haver desde um estiramento até o rompimento total do tecido. Conforme o grau da lesão, o tratamento deve ser cirúrgico. Estiramentos de joelhos e calcanhares são comuns no futebol e nas corridas. Já no vôlei, as áreas mais atingidas são o pulso e o ombro.

Luxação: É o deslocamento de um osso da sua articulação, gerando dor, deformação e incapacidade de movimento. Ombros, dedos, joelhos e cotovelos são os mais atingidos. Para trata-la, o osso é colocado no lugar e seguem-se sessões de fisioterapia.

Fratura: É uma fissura no osso. Nas lesões simples, a região é mobilizada e o próprio organismo trata de “colar” o osso fraturado. Nas lesões complexas, pode ser usados pinos, placas ou cola óssea.

Categorias: , , ,